Seja um colaborador Movie Places

Movie & Book Reviews

Muito prazer, Frances Ha!

12 de abril de 2019

Você já se sentiu sem rumo, como se quisesse fazer algo grandioso em sua vida, mas sequer sabe o quê? Já tem quase 30 ou talvez já tenha passado dele, mesmo assim ainda não tem um relacionamento estável, um bom emprego e está bem longe de constituir uma família? Bem vindo ao clube, muito prazer Frances Ha!

A anfitriã deste post é uma personagem de um filme de 2012, que na verdade tem o mesmo título. Frances Ha é um fiel representante do Mumblecore, um tipo de cinema alternativo caracterizado pelo baixo orçamento e com foco em relacionamentos interpessoais. Você deve estar se perguntando: _”mas o quê diabos isso tem a ver com a minha vida? ”
Se você respondeu sim as perguntas que introduziram este texto, a resposta é: tudo!

A Geração Frances Ha

Frances Ha representa toda uma geração de pessoas que não são mais adolescentes, mas ainda se consideram jovens, e que perambulam por um submundo peculiar. Nele, a maioria flerta com as artes, prefere realização pessoal ante a profissional (na verdade sequer admitem que uma pode existir sem a outra). Diferentemente de seus pais, eles não têm pressa para adquirir um carro ou conseguir uma promoção, até o porquê ainda não sabem muito bem o que irão fazer de suas vidas. Pode até ser que já tenham um diploma universitário, mas certamente não foi uma boa escolha.
No momento estão se auto-descobrindo…

Frances Ha correndo pelas ruas de Manhattan.
_Vamos ali rapidinho?
_ Fazer o quê? _ Sei lá!

IFC Films (Foto: Reprodução).

No mundo dos Frances Ha é possível ser ridículo, dançar de forma desajeitada e achar que está tudo ok, trabalhar de tempos em tempos em empregos medíocres (só para pagar as contas, claro). Vale também repetir roupa, não seguir a moda e criar seu próprio estilo (que por sinal está na moda)! Em suma, os Frances Ha são personagens de suas próprias vidas e essas devem ter uma narrativa bem interessante.

Frances Ha é a musa de uma geração.
A dor de uma geração – “queria fazer algo interessante, sabe?”

IFC Films (Foto: Reprodução).

O filme

Frances Ha conta a história da Frances Ha! (Seriously)?
Uma jovem que trocou a vida pacata (e sem perspectiva) de Sacramento pela sempre efervescente Manhattan. Obviamente Frances está tentando uma carreira artística, ela quer ser dançarina profissional. Na real, ela nem dança bem, mas não parece ligar para isso, esse é o seu sonho e ponto final.

Quem dá vida a musa da geração-não-sei-o-que-irei-fazer-da-vida é a maravilhosa Greta Gerwig. Sério, a moça merece este título, afinal ela é a estrela de dois filmes que retratam muito bem essa realidade, além de Frances Ha, ela também fez Mistress América (2015) e dirigiu o aclamado Lady Bird (2018). Noah Baumbach a dirigiu nestes dois filmes e atualmente é seu namorado.

Greta Gerwig interpreta Frances Ha.
Greta Gerwig – Musa da geração-não-sei-o-que-irei-fazer-da-vida.

O filme é todo em preto e branco e nos remete muito aos antigos filmes do Woody Allen na Big Apple. Se você se identificou com o tema, corra para assisti-lo antes que o Netflix o remova de seu catálogo.

Muito prazer!

Eu escrevi todo o texto usando a terceira pessoa, mas adivinhem? Eu sou uma Frances Ha! Haha
Sim meus queridos, eu também já passei dos 30 e não sei muito bem o que fazer da minha vida, tenho sido movida a minha paixão pela arte (principalmente pela sétima), estou escrevendo um livro, mas não sei se ele será muito bom, preciso desesperadamente ganhar dinheiro com o que faço, mas já não admito fazer o que não amo.

Em outubro do ano passado estive em NY e não pude deixar de dar uma passadinha no Tompkins Square Park, local onde foi filmada algumas das cenas mais hilárias do filme, quando Frances e Sophie simulam uma briguinha idiota. Não podiam ter escolhido lugar mais adequado, a praça é super underground e vive cheia de figuras pra lá de alternativas.

Recentemente o parque serviu de locação para algumas cenas da série Boneca Russa, que tem Natasha Lyonne como protagonista.

Frances Ha e sua amiga Sophie brigando no Tompkins Square Park (NY).
Frances e sua BFF Sophie no Tompkins Square Park (NY).

IFC Films (Foto: Reprodução).
Cena de Boneca russa no Tompkins Square Park (NY).
Boneca Russa – Nadia e Alan num papo cabeça no
Tompkins Square Park (NY).

Netflix (Foto: Reprodução).
Frances HA NYC
IFC Films (Foto: Reprodução).

Quer dar umas boas risadas? Assista meu vídeo fazendo uma dancinha ridícula no Tompkins Square Park bem no estilo Frances Ha ⤵️


Quer saber um pouco mais sobre a gente? 
Nos acompanhe nas redes sociais: @movie.places (Instagram)facebook/movieplacesoficial; youtube.com/movieplaces



  • Reply
    Henrique
    12 de abril de 2019 at 12:17

    Tem tudo haver comigo!
    Nesse estágio da minha vida rumo ao desconhecido eu estou me dando a liberdade de ser e viver, independente das vontades familiares que sempre voltam para o seguro e o acessível, no auge dos meus 32 anos estou me dando ao direito de assumir a minha vida, com toda a desordem e confusão que ela tem. Aprendi que boa parte das coisas que acontecem em um dia ruim são facilmente resolvidas com umas horinhas de sono! Ou seja: se vc não está conseguindo resolver algo, durma e ao acordar tente olhar o problema através de novas perspectivas! A vida é curta demais para permitirmos que outras pessoas as vivam por nós!

    Ótimo texto Wendy!

    • Reply
      Jú Miyoshi
      12 de abril de 2019 at 13:21

      Muito obrigada Jack!rs
      É Exatamente isso, não há como comparar os anseios de uma geração com uma outra totalmente diferente, os contextos e as prioridades mudaram e a gente tem mesmo que viver a nossa vida, ter nossas experiências e errar faz parte do trajeto, o importante é seguir adiante e ser feliz com a forma que escolhemos viver.

Deixe seu Comentário