Seja um colaborador Movie Places

Movie & Book Reviews

Mãe só tem duas e a desnecessária competição materna

6 de fevereiro de 2021
Mãe só tem duas crítica de uma mãe

Não é de hoje que algumas mães competem entre si. Esse é um assunto que poucas ousam falar, muito menos admitir. Quem pratica muitas vezes nem sabe o quão nocivo isso pode ser para as mulheres. A verdade é que enquanto para umas é absolutamente normal criticar tudo que se difere de sua forma de criação, outras sentem-se muito incomodadas com este tipo comportamento, e assim é travada a guerra maternal, completamente desnecessária, mas amplamente difundida no universo das mamães. Na série Mãe só tem duas isso fica muito evidente através dos diferentes estilos das protagonistas. A questão é: o que tem de errado no modo em que cada uma escolheu para criar suas filhas? Nada. Veja a seguir o porquê desta competição não fazer o menor sentido.

Mãe só tem duas

Mãe só tem duas é uma produção mexicana que estreou na Netflix no dia 20 de janeiro e logo agradou o público, principalmente fãs de novelas. A história de duas mães que têm suas filhas trocadas na maternidade a princípio parecia um grande dramalhão, mas logo tratou de mostrar um lado cômico, que, por sua vez, ajudou a trama a tocar em assuntos ainda tidos como delicados. Um deles é a maldita competição feminina, acirrada no exercício da maternidade.

A guerra materna

Você que está de fora pode não perceber, mas a partir do momento que uma mulher anuncia que está grávida, uma enxurrada de informações inunda sua vida. É mãe, é sogra, é amiga, vizinha, trocadora do ônibus, tudo que é tipo de mulher brota para te ensinar como você deve ser mãe – sempre claro, exaltando a forma como ela mesma o fez. E até aí ok, você escuta, há coisas que servem, outras não, vida que segue. Só que não. Algumas vão além, tocam o terror, propagam fake news maternais, te deixam de cabelo em pé. Como nada é melhor que o tempo, você amadurece, a barriga cresce, a criança nasce e você passa a fazer suas próprias escolhas. Aqui o negócio se complica. Veja bem, com a criança na barriga você era apenas “orientada”, agora você será julgada por toda e qualquer decisão que tomar, e isso é para o resto de sua vida.

O clube das mães perfeitas não perdoam, não esquecem, não aliviam e até perseguem quem:

  • Não amamenta
  • Amamenta demais
  • Amamenta em público
  • Tem vergonha de amamentar em público
  • Da chupeta
  • Da mamadeira
  • Coloca para dormir na cama com os pais
  • Pega no colo quando o bebê chora
  • Não pega no colo quando o bebê chora
  • Trabalha demais
  • Abandonou o trabalho para ficar com a criança

Como podem perceber, as reivindicações são diversas e conflitantes, portanto, se você chegou até aqui e está grávida ou acabou de ter um bebê, respira fundo e faça o que o seu coração pedir. É isso. Todo o restante é barulho feito por pessoas que estão extremamente frustradas em algum aspecto de suas vidas e precisam projetar isso em algum campo, no caso das mulheres com filhos, isso acaba indo parar na maternidade.

Veja também: 5 filmes que mostram que a maternidade não é um mar de rosas

Na série Mãe só tem duas isso fica bem claro. Quanta energia é desperdiçada até as mães entenderem que não há o certo e errado, que a maternidade não é uma fórmula, que para algumas funcionam porque seguem a risca um manual imaginário criado sei lá por quem, ou escrita por algum guru que agora está milionário com suas teorias malucas, vendo mulheres se degladiarem para provar quem aprendeu mais e exerce melhor a maternidade. Isso não faz o menor sentido! Se você está nessa, pare e repense sua vida. Não jogue na maternidade suas frustrações. Seus filhos, a sociedade e, principalmente, nós mulheres, agradecemos.

Mãe só tem duas
Netflix Foto Reprodução

Assine A Nossa Newsletter Para Receber Novidades, Dicas & Promoções!

    Você gosta de escrever? Se interessa por filmes, séries, livros e cultura geek? Seja um colaborador Movie Places!! Preencha o nosso formulário de seleção, clique aqui!

    Quer saber um pouco mais sobre a gente? 
    Nos acompanhe nas redes sociais: @movie.places (Instagram)facebook/movieplaces; youtube.com/movieplaces

      Deixe seu Comentário