Home Críticas As Lições de Modern Love

As Lições de Modern Love

by Jú Miyoshi | @movie.places
Modern Love Amazon Prime Video

Sexta à noite, sua série preferida acabou e você está a procura de algo para maratonar no final de semana, então começa a analisar o conteúdo disponível nos serviços de streaming. Algumas horas se passam e finalmente você faz a escolha. Cinco minutos depois percebe que foi totalmente equivocada, até pretende iniciar uma nova busca, mas o sono já chegou e você acabou de perder a oportunidade de se maravilhar com uma série excelente, escondida em algum cantinho da Netflix, Amazon, Telecine ou HBO… então deixa eu te revelar que o que você está procurando está na Amazon Prime Video, se chama Modern Love e ainda irá te ensinar lindas lições de vida! Vem comigo conferir As Lições de Modern Love!

Modern Love

Com episódios tratados de formas independentes, Modern Love nos conta oito histórias baseadas em experiências reais, de seres humanos em situações fragilizantes, onde dificilmente você não irá se identificar com os personagens. Na verdade eu tenho certeza absoluta que você já esteve no lugar de pelo menos um deles e é exatamente isso que nos cativa, a representação de capítulos de nossas vidas diante de nossos olhos, mas na pele de outras pessoas.

Elenco

A série conta com um elenco afinadíssimo em seus respectivos papéis, dentre eles nomes já consagrados em Hollywood como Andy Garcia, Anne Hathaway, Julia Gardner, Dav Patel, Tina Fey, entre outros.

Elenco de Modern Love
Amazon Prime Video (Foto: Reprodução).

Particularmente fiquei muito feliz em rever já no episódio de abertura a atriz Cristin Milioti que pra mim será sempre lembrada como a Tracy de How I Met Your Mother. Tenho que confessar que ainda não superei o fato de ter tido tão pouco dela na série que acabou em 2014.

A Tracy de HIMYM está em Modern Love
Cristin Milioti – A minha eterna Tracy de HIMYM 💛

Amazon Prime Video (Foto: Reprodução).

Confira também: Conhecendo o hotel de HIMYM em Rhode Island 
McGee’s o bar que inspirou o MacLaren’s de HIMYM

Se você já assistiu a série, a essa altura deve estar pedindo mentalmente: “fale da personagem da Anne, please!” Calma, porque irei falar dela a seguir…

Episódio 3 de Modern Love
Amazon Prime Video (Foto: Reprodução).

Episódios e lições

Decidi falar um pouquinho de cada, mas os dividindo de acordo com o quanto gostei ou não, além do porquê.

[ Aquele que não gostei…]

Aqui darei a opinião pessoal baseada na minha identificação com as histórias e personagens. Adianto que amei praticamente todos, só não foi unânime porque não gostei do episódio quatro que aborda a história de um casal que está enfrentando uma crise matrimonial. Apesar de gostar muito da temática, não me senti conectada com os personagens vividos por Tina Fey e John Slattery, não senti uma química entre eles. Definivamente não fui cativada.

Modern Love – O episódio 4 é o único que deixa a desejar…
Amazon Prime Video (Foto: Reprodução).

[ Aquele que gostei mais ou menos…]

Outro episódio que eu gostei, mas o final me incomodou foi o seis.
Nele é retratado um relacionamento entre duas pessoas com idades bem diferentes, uma jovem de uns 20 anos e um homem já na casa dos cinquenta. O fato deles não terem terminado juntos pra mim só reforçou o preconceito que há neste tipo de relação. O pior é que isso fica no ar e só iremos descobrir que cada um seguiu o seu caminho no episódio final, quando a personagem de Julia Garner aparece serelepe com um rapaz de sua idade…😒

Eu preciso falar que já vivi este tipo de relacionamento e é muito difícil, as pessoas sempre olham para a mulher como oportunista e para o homem como um velho babão passando por uma crise de meia-idade, ninguém acredita que possa haver um amor puro e verdadeiro entre pessoas com uma grande diferença de idade. A mídia divulga tantos e tantos casos de relacionamentos assim por interesse que acaba tachando todos como iguais, mas isso está errado. Em Modern Love temos que aceitar, porque foi assim que aconteceu na vida da pessoa que inspirou a história.

Modern Love – não gostei do final do episódio seis, mas ok.

Amazon Prime Video (Foto: Reprodução).

[ Aqueles que gostei muito…]

O episódio dois me fez lembrar da Trilogia Antes do Amanhecer que por sinal eu adoro, esses amores com jeitão de impossíveis me cativam, mas o que mais me tocou neste episódio foi como as noções de amor e compromisso podem ser diferentes para as pessoas, fiquei profundamente tocada quando a personagem de Catherine Keener deixa tudo para viver um amor do passado, enquanto ele (Andy Garcia) acha melhor seguir com seu casamento. Sério, fiquei chocada, no chão mesmo.

Modern Love – O episódio 2 me deixou p* da vida com o personagem de Andy Garcia. Ainda bem que no final ela saiu no lucro com a troca!

Amazon Prime Video (Foto: Reprodução).

Em tempos de superficialidades e redes sociais, o episódio cinco nos mostra a importância de sermos nós mesmos e que relacionamentos amorosos são feitos de muita cumplicidade e compreensão. Não adianta fingir ser forte e tentar manter uma imagem perfeita, isso até pode ajudar num primeiro momento, mas são nossas imperfeições e vulnerabilidades que estreitam os laços do amor.

Modern Love – cumplicidade é a base de um relacionamento.

Amazon Prime Video (Foto: Reprodução).

O episódio sete nos faz refletir sobre o quão difícil pode ser a jornada de adoção para um casal gay, além de mostrar que o amor sempre prevalece e que é isso que deve ser levado em conta. É um excelente episódio para aqueles que ainda nutrem preconceito por este formato familiar.
Outro ponto importante que foi tocado é que nem todas as mulheres são seres maternais e que há diferentes tipos de amor de mãe.

Modern Love – lições sobre diferentes formatos de famílias.

Amazon Prime Video (Foto: Reprodução).

Adiando que episódio final me fez chorar de soluçar, uma linda história de amor entre duas pessoas na melhor idade, que mesmo conscientes das limitações muitas vezes impostas nesta etapa da vida, não viveram em função delas, simplesmente viveram tudo que podiam viver ao lado um do outro. O discurso no funeral é tão profundo e sincero que só de lembrar já me dá vontade de chorar de novo… 😭😭
Este episódio me fez lembrar um de um filme que amo, Elza & Fred, se você adorou este episódio pode assistir que também irá se emocionar muito.

Modern Love – Amor maduro também pode ser jovial.

Amazon Prime Video (Foto: Reprodução).

[ Aquele que amei…]

Deixei o episódio 3 por último porque realmente ele me tocou.
É impressionante como me identifiquei com as situações vividas pela personagem da Anne Hathaway. Mas deixa eu revelar que no início achei ele confuso, tinha acabado de me emocionar com o episódio dois e fiquei meio perdida com aquela pegada musical, mas foi justamente isso que o fez genial, porque depois que é revelado que ela sofre de bipolaridade tudo se encaixou perfeitamente.

Tema bipolaridade em Modern Love
Modern Love – o início do episódio 3 me deixou confusa, mas foi por um bom motivo.

Amazon Prime Video (Foto: Reprodução).

Quem sofre de distúrbios de humor dificilmente não se emocionará com este episódio. Se você assim como eu tem depressão, bipolaridade ou ambos, verá sua vida sendo retratada através de Lexi, mas não pense que é algo pesado, do tipo dramalhão, muito pelo contrário, ele começa de forma leve e descontraída, com Lexi feliz e fazendo mil e uma coisas, exemplificando muito bem a fase da mania. Uma vez nela, além de motivada a moça se importa com sua imagem, seus belos modelitos são inspirados em musas do cinema clássico, dentre elas Rita Hayworth, que teve o auge se sua carreira na década de 40, ela inclusive é citada e aparece de relance na TV, é muto provável que tenha sido intencional, afinal Rita também tinha depressão.

Musa na década de 1940, Rita Hayworth sofria de depressão.


E eis que surge a crise… situações como não conseguir levantar da cama por dias, incapacidade de manter um relacionamento saudável com as pessoas no modo geral e não somente amoroso, além de total paralisia para fazer coisas corriqueiras como ir trabalhar ou estudar, passam a ser recorrentes. Com o tempo ela desenvolve um mecanismo de sobrevivência: dá tudo o que pode quando não está mau, justamente para compensar os momentos em que despenca de cabeça no fundo do poço. Posso dizer com todas as palavras: SOU MUITO EU NESTA VIDA.

Anne Hathaway é Lexi, uma mulher bipolar em Modern Love.
Eita que bateu a crise…e agora? Dá licença que vou ali me refugiar num quarto escuro.

Amazon Prime Video (Foto: Reprodução).

Felizmente no mundo ainda há pessoas boas que eventualmente cruzam o nosso caminho, perguntam como REALMENTE estamos, se importam em ouvir a resposta e não julgam ao ouvi-la, nos abraçam com todas as nossas imperfeições e aquecem nossos corações com a esperança que dias melhores virão.

Tema empatia na série Modern Love.
Modern Love – A verdadeira lição que fica é sobre empatia.

Amazon Prime Video (Foto: Reprodução).

Obrigada a todos os envolvidos em Modern Love, precisamos de obras assim, que despertam EMPATIA 🙏

“Antes de julgar alguém, tente caminhar uma milha com os seus sapatos. Você pode simplesmente mudar de ideia. “

Karen Berg

Me conte nos comentários qual episódio mais te emocionou…

Quer saber um pouco mais sobre a gente? 
Nos acompanhe nas redes sociais: @movie.places (Instagram)facebook/movieplacesoficial; youtube.com/movieplaces

You may also like

4 comments

Infoproducts livros 29 de junho de 2020 - 22:40

Olá que conteúdo rico em informações, vou começar acompanhar seu blog.

Reply
Aline 8 de julho de 2020 - 00:20

Olá! A série é baseada em relatos reais enviados por anônimos ao The New York Times publicados na coluna também chamada “Modern Love”. O fim de cada personagem na verdade foi baseado no relato.

Reply
Jú Miyoshi | @movie.places 8 de julho de 2020 - 15:21

🥰

Reply
Cesar 6 de outubro de 2020 - 08:40

O EP 6 na minha opinião não se trata da diferença de idade num relacionamento. Talvez sejaais profundo que isso. Acho que retrata a forma como a figura paterna é importante pra nós, no sentido de encorajamento, validação, empoderamento etc…

Reply

Leave a Comment