Seja um colaborador Movie Places

Estados Unidos NY

A NY de Louisa Clark em Ainda Sou eu 🐝

15 de novembro de 2019

O quê, Louisa Clark em NY? Ficou doida Jú, ela vive em Stortfold, uma cidadezinha inglesa…calma, se você não leu as sequências de Como eu era antes de você, certamente está perdido, mas deixa eu te explicar que a história de nossa querida Louisa Clark prosseguiu após a partida de Will resultando em mais dois livros! Neste post irei falar um pouquinho sobre eles, além de mostrar A NY de Louisa Clark em Ainda Sou eu 🐝

Como eu era antes de você – o que acontece com Louisa nos livros…?

Como eu Era Antes de você foi lançado em 2012, mas somente em 2016 pudemos ver Louisa Clark e seus modelitos nas telonas. Infelizmente não há nada em andamento sobre possíveis sequências do filme seguindo a linha editorial, mesmo assim sigo com esperanças que de uma hora para outra iremos ler que Depois de você irá virar filme e ainda mais futuramente Ainda sou eu também e de quebra manterão Emilia Clarke no papel 🙏

[ Veja também: Como Eu era antes de Você em PARIS ]

📚 Depois de você

Antes de começar a falar sobre Ainda Sou Eu e sua relação com NY, vou fazer um pequeno resumo do segundo livro que é o Depois de você (irei pular o primeiro, porque a maioria já conhece a história devido ao filme).

Sequência depois de você decepcionou alguns fãs, mas foi por um bom motivo

Em Depois de Você somos apresentados a uma Louisa diferente, meio melancólica e pouco otimista em relação a vida, mas isso já era de se esperar depois dos eventos que ocorreram com o Will.
Depois de viajar por um tempo, ela compra um apartamento em Londres com o dinheiro que ele a deixou. Agora Lou está vivendo sozinha e trabalhando num bar que fica dentro de um aeroporto. Ela não gosta nem desgosta do trabalho, sua maior queixa é sobre os uniformes que ela acha terríveis. Sua vidinha andava bem parada do tipo nada acontece, até que dois eventos ocorrem e mudam completamente sua rotina, a faz a despertar e finalmente voltar a viver.

Jojo é fantástica ao fazer esta narrativa, primeiro nos brinda com uma personagem incrível, alto astral e super divertida, mas que sofre uma grande perda, então no livro seguinte ela nos entrega uma pessoa tipo gente como a gente, que sofre, tem dias ruins (as vezes vários) e que luta para superar traumas do passado. Quando começamos a pensar que aquela primeira Lou se foi, que provavelmente amadureceu e mudou um pouco sua personalidade, ela a renasce em Ainda Sou Eu. É simplesmente genial!

Ainda Sou Eu de Jojo Moyes tornou-se um dos meus livros preferidos.
Se ainda não leu, ou leu e quer dar de presente para alguém, compre aqui.

📚 Ainda sou eu

Lançado em 2018, o terceiro e último livro da saga de nossa musa das meias de abelhinha mostra uma Louisa dividida entre o amor e o sucesso profissional. Em Depois de Você ela recebe uma proposta tentadora para ir trabalhar em NY, acontece que ela conheceu uma pessoa especial, que fez seu coraçãozinho bater mais forte. E agora, o que é melhor a fazer, apostar num novo continente e se lançar a novos desafios ou permanecer em Londres e viver um grande amor? Ela acaba optando por aceitar o emprego ao passo que tenta um relacionamento a distância.

Ainda sou eu – Lou tomou uma difícil decisão, mas será que foi acertada?

Quem já viveu um relacionamento a distância sabe o quão é difícil, mas nossa heroína se esforça, e muito, porém chega um determinado momento que as coisas começam a sair fora dos trilhos… mas o foco deste post não é nos conflitos de seu novo relacionamento e sim em sua vida na Big Apple!

Louisa simplesmente caiu de paraquedas na high society de Manhattan ao aceitar o emprego de acompanhante de Agnes, uma mulher casada com um investidor de Wall Street extremamente rico e influente. Lou passa a viver no Upper East Side e frequentar ambientes de luxo contrastando com sua origem. Será que ela irá se deixar levar pelos encantos de uma vida luxuosa?

📍 Afinal por onde ela andou? 🐝

Conheça os locais por onde Louisa Clark passou em NY no livro Ainda sou eu.
Ilustração: Taylor Grant.

No Brasil nós somos os pioneiros em fomentar o turismo cinematográfico, mas você sabia que não são somente obras audiovisuais que motivam este tipo de turismo? Os livros também podem inspirar pessoas a viajarem não somente na imaginação, mas sim literalmente pelo mundo a fora!

A ilustradora Taylor Grant fez um pequeno resumo dos lugares por onde Louisa Clark passou em NY.
A seguir falarei um pouquinho melhor sobre eles, alguns inclusive já visitei.

📍 O apartamento da família Gopnik

O novo lar de Louisa Clark em NY fica no Upper East Side, um edifício fictício chamado Lavery. No livro ele é descrito como uma imitação em escala reduzida do Dakota, um dos prédios mais antigos de Manhattan, conhecido por ser o primeiro edifício de luxo da cidade.
Já escrevemos sobre ele no post dos filmes rodados no Central Park (veja aqui), onde falamos de um dos residentes mais famosos, John Lenon.

O edifício Lavory não existe na vida real, mas foi inspirado no Dakota.
Edifício Dakota – vista do Central Park em 1894.

Photo: Museum of the City of New York/ Byron Collection / Getty Images

📍 Caminhadas no Central Park

No início do livro nos divertimos com as tentativas de Lou em acompanhar Agnes e seu treinador nas corridas matinais pelo Central Park.
Esse é um hábito muito comum de quem mora aos arredores do parque mais famoso do mundo, acordar cedo e praticar corrida. Assim como Louisa, fiquei impressionada com a agilidade destas pessoas em mover seus corpos esguios dentro de roupas que parecem terem sido colocadas a vácuo.

Theo e Jú Miyoshi no Central Park
Pra nós corrida no Central Park só se for de carrinho…rs

📍 O primeiro café

Em seu primeiro dia em NY, Louisa resolve andar sem um destino certo, acaba percorrendo 13 quarteirões (sentido sul) até dar de cara com um grande café de uma rede, ela pede um capuccino e um muffin, senta-se na janela e se sente como Meg Ryan ou Diane Keaton.

📍 Vintage Clothes Emporium

Este é outro ponto citado no livro no qual não existe na vida real, pelo menos não com este nome, mas eu desconfio que o lugar no qual ela se refere chama-se No Relation Vintage e fica no East Village.
Antes mesmo de ler o livro estive por lá e simplesmente amei as roupas!
Não tirei fotos, mas fiz alguns Stories e você pode conferi-los clicando aqui.

Vintage Clothes Emporium Still me

📍 O baile Amarelo

Acredite se quiser, mas já nos hospedamos no hotel que recebeu o chiquérrimo baile beneficente que reuniu a nata da alta sociedade novaioquina, o nome dele é Lotte New York Palace Hotel e fica na Madison Ave., ele ficou bem famoso na época de Gossip Girl, pois era lá que a Serena vivia com sua mãe.

Jú e Theo Miyoshi no  Lotte New York Palace Hotel
Eu e Theo (fazendo careta) nas escadarias do Lotte New York Palace Hotel 💛

📍 High Line

Apesar de todos os imprevistos ocorridos na primeira passagem de Sam por NY, Louisa e ele conseguiram passear de mãos dadas pelo jardim suspenso construído no lugar de um via férrea elevada. Este é um dos passeios mais charmosos de Manhattan, e o melhor, é free!

Jú Miyoshi e Roberto Miyoshi movieplaces
High Line – Demos uma voltinha por lá em 2015, mas nessa época não nos importávamos com fotos bem tiradas e mostrando o local…rs

📍 Top of the Rock

No final do livro Louisa marca com Sam no topo do icônico edifício.
Jojo optou por encerrar a história de Lou com uma referência ao clássico da década de 50, Tarde demais para esquecer (An Affair to Remember), onde o casal Nickie e Terry marcam de se reencontrar, mas infelizmente não dá certo. Em Ainda Sou Eu, ela dá outro rumo para sua versão do casal.
O curioso é que no filme o local escolhido foi o Empire State Building.

Tarde Demais para esquecer é o filme preferido do meu esposo e em 2015 ele escolheu o topo do Empire State para me pedir em casamento. Muito romântico não é mesmo? Jamais me esquecerei deste momento de nossas vidas…

Jú Miyoshi e Roberto Miyoshi movieplaces pedido de casamento
Roberto me pedindo em casamento no topo do Empire State Building inspirado no filme Tarde demais para esquecer 🥰

📍 Outros pontos

Outros pontos turísticos de NY são citados no livro, como a Times Square, a ponte do Brooklyn, mas sem muita ênfase, o oposto aconteceu com Washington Heighs que não é considerado uma local turístico, mas recebeu grande destaque na trama. Este infelizmente ainda não conhecemos, mas já está na lista para uma próxima viagem à Manhattan.

Para encerrar este post, quero deixar uma mensagem para você que leu o livro e no momento não tem condições de visitar NY ou outros lugares de cinema, tenha calma, estude, não desista e lute pelos seus sonhos, uma hora as coisas darão certo e você lembrará deste roteiro e o usará em sua futura viagem 🙏

Bjos,

Quer saber um pouco mais sobre a gente? 
Nos acompanhe nas redes sociais: @movie.places (Instagram)facebook/movieplacesoficial; youtube.com/movieplaces

  • Reply
    Letícia tebasi
    23 de fevereiro de 2020 at 03:40

    Com vocês ganham a vida? Parece que viajam todo mês. Que trabalho possibilita isso?

    • Reply
      Jú Miyoshi | @movie.places
      2 de março de 2020 at 15:18

      Nós trabalhamos criando conteúdo para mídias digitais, eu (Jú) exclusivamente e meu meu esposo tem um outro trabalho. Fazemos viagens internacionais somente nas férias dele que coincidem com as férias escolares de nosso filho, as outras fazemos por perto nos finais de semana e feriados 😉

Deixe seu Comentário